a teoria do nada

A força do pensamento, o universo é um simulacro, obra da imaginação de Deus.

Somos o que pensamos. Bons pensamentos, boas palavras, boas ações. Por isso seremos eternos enquanto acreditarmos ser, e somos mortais, se não aprendemos a pensar e alimentar nosso desejo de vida e não de morte.

Morremos quando esquecemos de viver. Viver é desejar sempre mais, a eternidade é uma possibilidade para os que nela acreditam.

A tese em questão pode ser provada com fatos existentes, e fatos reais em desenvolvimento. Estamos dentro de uma onda magnética produzida por todos os seres racionais. Quem pensa criar, e a lembrança arquivada pode ser revisitada para produzir novos eventos, outras obras criativas.

Deus é o principio de tudo, tudo que há é obra do pensamento ativo do amor que embeleza o que cria, por isso este planeta é tão estupendamente belo, e todos os outros mundos, constelações e galaxias, estrelas e sois diversos, que formam a obra criativa de um pensamento imaculado e perfeito em amor, incansavelmente ativo.

O grande evento criativo se deu na hora em que a razão se instalou na mente, produzindo o milagre do pensamento. A partir daí tudo nos será possível.

A teoria do nada, a ideia de um principio é a base para se criar o tudo que quisermos viver, ter, usufruir.

Viver é existir, primeiro no universo da imaginação. Contudo, se realmente desejamos com a força de um criador, de um deus, de um artista que ama sua obra e quer mostrá-la ao mundo, então nossa imaginação pode se tornar realidade.

Rascunho de um projeto. Caso não venha à luz, seu escopo está desenhado e será capaz de despertar outra mente criativa para realizá-lo.

O paraíso era perfeito, em beleza e atitudes, dos que ali viviam, até animais poderiam viver em harmonia, mas um pensamento fora do contexto harmônico e pacifico do seu criador transformou o que era perfeito em desordem, em imperfeição e decadência.

Traga para o campo mental da sua realidade de vida. Em que lugar você habita, na perfeição harmônica do amor ou na imperfeição do ódio e do egoismo? A resposta será pessoal, mas o resultado é natural, simples e irrefutável: Inferno ou paraíso.

Evan do Carmo 28/07/22

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s